Diário de viagem na Sicília - Com dicas de lugares e passeios imperdíveis


Estrada para o Valle dei Templi - ao fundo o Templo della Concordia

A primeira vez que visitei a Sicília foi em Julho de 2013, desde de então volto lá pelo menos 1 vez por ano. E como sou simplesmente apaixonada pela região, não poderia deixar de dar o meu pitaco sobre a mesma. No nosso diário de viagem de hoje, trago dicas de lugares e passeios imperdíveis que fizemos durante as últimas férias que passamos na ilha, em agosto de 2016.

A Sicília é a maior ilha do mediterrâneo, está localizada na região sul da Itália e sua capital é Palermo. Por lá passaram várias civilizações: Fenícios, Gregos, Romanos, Espanhóis, Árabes, etc, que deixaram como herança diversos templos, magníficos teatros e muita história pra contar. Mas se história não é a sua praia, a região também tem parques naturais, vulcões, montanhas, praias paradisíacas, lugares de tirar o fôlego, além de muitas atrações e passeios incríveis.

Durante o verão a Ilha recebe milhares de turistas, atraídos não só pela história e as belezas naturais do lugar, mas também pela boa cozinha siciliana, motivo de orgulho para os italianos e conhecida no mundo inteiro pela sua tradição e sabores genuínos. Quem nunca ouviu falar no Cannoli Siciliani, na Pasta alla norma e na Cassata Siciliana? Pois è, tudo isso vem da Sicília.

Nosso diário de viagem começa aqui:

Partimos de Turim, com destino final aeroporto de Trapani-Birgi. Chegando lá retiramos o carro que já havíamos alugado pela internet e seguimos para o centro de Trapani, uma linda cidade litorânea, onde nos hospedamos quase sempre, por motivos familiares mas não só, de lá temos acesso a muitas atrações importantes da Sicília. Alugando um carro você consegue visitar os principais pontos turísticos da região em dia. Pessoalmente considero a cidade um ótimo ponto base para quem quer visitar as Ilhas Égadas, as melhores praias da região e todos os lugares que citarei abaixo. Sem falar que a cidade tem muita vida noturna e é considerada uma das mais econômica da ilha. 

Dia 1 - Passeio de barco nas Ilhas de Favignana e Levanzo


Passeio de barco nas Ilhas de Favignana e Levanzo
Porto de Levanzo

Comparamos os ingressos para o passeio um dia antes em uma agência de turismo do centro, pelo valor de 40,00 Euro a pessoa. O passeio inclui: almoço, lanche, frutas, bebidas, inclusive vinho, a bordo. O barco sai do porto de Trapani ás 09.30 e volta ás 18.00.
As primeiras paradas foram em cala rossa e cala azurra (praia vermelha e praia azul), onde o barco ficou ancorado por pelo menos uma hora em cada uma, tempo mais que suficiente para nos jogarmos no meio daquele mar transparente, sob um sol de 40ºC, uma experiência realmente incrível!

A próxima parada foi em Levanzo; menor ilha do arquipélago de Égadas. A parada lá foi bem rápida, só o tempo de visitarmos o charmoso centro, com casinhas brancas de janelas azuis, tomar um café no único da ilha e dar um mergulho na calla fredda (um pequeno trecho de costa da Ilha).

 A última parada do dia foi em Favignana, (em português Favinhana ) ali o barco ficou ancorado o resto da tarde. Com bastante tempo a disposição, há quem preferiu caminhar pelo centro, onde tem várias lojinhas de artesanato, bares e restaurantes. Enquanto outros alugaram bicicleta ou moto para explorar a Ilha. Eu e meu marido preferimos estender uma toalha na areia da praia mais próxima do porto e curtir  mais um pouco daquele mar espetacular.

Dica de Favignana: Antes de deixar a ilha, experimente o famoso café al pistacchio no Bar du Marinaru, em frente ao Porto. É um café simplesmente delicioso! os turistas fazem fila para prová-lo.


Dia 2 - Trilha a pé na Riserva dello Zingaro


Trilha a pé na Riserva dello Zingaro
Vista panorâmica da Riserca dello Zingaro

A Riserva dello Zingaro é um parque natural protegido, que fica na pronvíncia de Trapani, ao qual si tem acesso  através de duas entradas: 1 pelo lado Sul, passando por Scopello e 2 pelo lado Norte, passado por San Vito lo Capo.

Chegando por qualquer uma das entradas vai ter um guarda, que te vende o ingresso, te dá um mapa e algumas informações importantes, e dali em diante você segue a estrada por sua conta. O ingresso custava na época 5,00 Euro.

O parque possui cerca de 7 km de comprimento, que podem ser percorridos por terra ou pelo mar. Quem decidir explora-lo por terra, terá de presente o contato com a natureza incontaminada e uma vista panorâmica espetacular; de um lado a imensidão do mar de diversas tonalidades de azul, do outro o verde da montanha, com várias trilhas que conduzem as Caletas (pequenos trechos de praia, distribuídos ao lungo do parque), perfeitas para fazer uma pausa durante a caminhada. Essa é a melhor coisa da Reserva, na minha opinião.

O percurso pode ser completado em pouco tempo por uma pessoa mais preparada fisicamente, mas se você não muito atlético, assim como eu, a minha sugestão é ir o mais cedo possível. Assim terá todo o dia para visitar o parque e aproveitar para descer em todas as caletas.

 Se estiver em dúvida por qual entrada começar, aconselho entrar pelo lado de Scopello, pois a vista de lá è a mais bonita: Logo na chegada podemos admirar a antiga torre de avistamento e a Tonnara di Scopello, um dos cartões postais mais importantes da Sicília.

Dica da Riserva dello Zingaro: Leve toalhas, roupas de banho, sapatos ideais para longas caminhadas, comida e água suficiente para todo o trajeto.

Dia 3 - Relax na Praia de San Vito lo Capo


 Relax na Praia de San Vito lo Capo
Praia de San Vito lo Capo

No dia seguinte a caminhada na Riserva dello Zingaro, decidimos relaxar na esplendida praia de San Vito lo Capo, considerada uma das praias mais bonitas da Itália. O mar é calmo e transparente, de cor azul que se confunde com o azul do céu. Avançando mar a dentro é possível caminhar ao longo pelos bancos de areia fina, até chegar na parte mais profunda, onde a água é tão límpida que é possível enxergar  o fundo mar. Durante o dia a praia fica lotada e para garantir um bom lugar nas barracas precisa chegar cedinho. O lugar é um verdadeiro paraíso para quem gosta de sombra e água fresca.

Quem está hospedado em Trapani pode fazer um bate e volta tranquilo para a praia de San Vito, pois a mesma fica só a 45 minutos de carro. A cidade de San Vito é pequena mas ao mesmo tempo encantadora. Quem tiver oportunidade, vale apena se hospedar lá por uns 2 dias, para curtir a noite no centro histórico, que é sempre lotado de turistas e ótimos restaurantes. Aliás, a cidade é conhecida também pela gastronomia. Passando por lá não deixe experimentar o cous cous de peixe, prato típico Siciliano que deu origem ao festival anual internacional cous cous fest, que atrai turistas de várias partes do mundo.

Dica de San Vito lo Capo: Outros sabores que você não pode deixar de experimentar em San Vito: O caldo freddo- um tipo de sorvete com chocolate derretido, e a granita al Gelsomino- sorvete feito de uma flor muito perfumada da região.

Dia 4 - Descobrindo a Baia di Cornino


Descobrindo a Baia di Cornino
Baia di Cornino

Outra boa praia para conhecer na Sicília é Baia di Cornino, uma das belezas escondidas da Sicília. Falo escondida porque não é uma praia muito conhecida e só nos últimos anos passou a ser mais frequentada, principalmente pelos nativos, devido a uma enorme passarela de borracha que foi construída na areia e vai até o fundo mar, uma espécie de cais flutuante, que garante muita diversão, não só para os pequenos, mas também para os  adultos que curtem uma boa brincadeira na água.

A praia fica na cidade de Custonaci, aos pés do famoso Monte Cofano. É bem tranquila e ideal para família com crianças pequenas, e o melhor é que é livre (coisa muito rara na Itália). Lá as pessoas podem levar o seu próprio guarda sol e estender uma toalha na areia, se não quiserem usufruir do Nido (aqui as cabanas de praia são chamadas de Nido).

Essa foi a primeira vez que visitei o lugar e recomendo para quem quer curtir uma praia mais próximo de Trapani.


Dia 5 -  Navegando na ilha de Favignana


Navegando na ilha de Favignana
Praia de Favignana

 Ainda falando de belas praias, Favignana, (ou Favinhana em Português)  não poderia ficar de fora do nosso diário de viagem, pois ela é a principal ilha do arquipélago de Égadas e a mais visitada da Sicília durante o verão. O ponto forte da Ilha é seguramente o mar, com águas calmas e claras que deixam qualquer um de boca aberta. O lugar é tão lindo que eu simplesmente não encontro palavras descrevê-lo. Vou deixar que imagens falem por mim:  https://www.facebook.com/pg/vooporai/photos/?ref=page_internal

Uma ótima maneira de desfrutar o mar de Favignana  é alugando um barco, que varia de 100,00 até 3.500,00 Euro ao dia, o que define o preço são as necessidades do cliente. Tem barcos Grandes, pequenos, a vela, a motor, enfim, pra todos os gostos e bolsos. Porém para alugar um barco sem condutor é preciso ter habilitação Náutica.

 Esse é um ótimo passeio para fazer em família ou em grupos grandes. Nós resolvemos viver essa experiência, junto com um grupo de amigos alugamos um barco para passarmos o dia inteiro entre mergulhos e relax naquelas águas que mais parecem uma enorme piscina. Passeio inesquecível e absolutamente recomendado.

   

Dia 6 - Passeio cultural no Templo e o Teatro grego de Segesta


Passeio cultural no Templo e o Teatro grego de Segeste.
Teatro greco de Segesta

 Quem visita a Sicília não pode deixar de conhecer a parte cultural dessa região rica de história. Nós começamos por Segesta, uma das cidades mais potentes da antiga Sicília Grega.

A cidade fica a meia hora de Trapani e abriga um importante Sítio Arqueológico, com muitas ruínas e monumentos da antiga civilização Grega. O primeiro monumento que se vê, logo na entrada é o Templo Grego, o mais bem conservado de todos, segundo historiadores, o mesmo foi construído  no final do século V a.C. Logo acima da colina tem um segundo sítio arqueológico, onde está o Teatro Grego, outro monumento importante daquela época. Para chegar até lá tem um ônibus que leva e traz os turistas com intervalos regulares.  O ingresso para visitar os dois Sítios custa só 6,00 Euro.

 Esse é um passeio muito interessante, que mesmo quem não gosta de história fica impressionado com as técnicas usadas para a construção dos templos, que resistiram ao tempo e estão de pé até hoje. Com certeza  um grande trabalho de engenharia.

Dica Sítio arqueológico de Segesta: Se você gosta de caminhar, uma boa opção é subir a colina para visitar o Teatro Grego a pé, assim conseguirá fazer boas fotos e aproveitar melhor a vista panorâmica e todas as belezas do lugar.

  Dia 7 - Visitando a Duomo di Monreale


Visitando a Duomo di Monreale
Igreja Duomo di Monreale

A nossa próxima visita é a catedral de Santa Maria Nova,  mais conhecida como Duomo di Monreale.
A igreja faz parte do patrimônio histórico da Unesco desde 2015 e é o principal monumento arquitetônico de Moreale, região metropolitana de Palermo. Ela começou a ser construído a partir de 1174, pelo então Rei da Sicília Guglielmo II.

 Vista de longe parece uma igreja comum, mas por dentro revela-se uma belíssima obra de arte, capaz de impressionar até mesmo quem não entende de arquitetura como eu. A igreja é toda decorada a mão com minúsculos pedacinhos de mosaico, que juntos formam lindas composições. Técnica usada pelos Árabes, que deixaram sua influência na região.

Outra experiência muito interessante é visitar a torre da igreja: Passando por uma escada estreita que nos conduz através de muros ainda mais estreitos e escuros, onde só passa uma pessoa por vez, chegamos ao teto, de onde se tem uma vista privilegiada de toda a cidade.

Dica de Monreale: Aproveite para dar uma volta e degustar um bom jantar no centro de Monreale, que por sinal é muito charmoso e cheio de restaurantinhos sugestivos.


 Dia 8 -  O Valle dei Templi de Agrigento


O Vale dos Templos de Agrigento
Templo della concordia- Valle dei templi

Continuando a nossa viagem cultural, seguimos para Agrigento. Como a cidade fica mais afastada de Trapani, (a mais ou menos 2 horas), achamos melhor reservar um hotel lá para visitarmos com calma os pontos de nosso interesse que ficam nessa região.

No primeiro dia fomos visitar o maior Sítio arqueológico do mundo: O Valle dei Templi, (Vale dos  Templos) patrimônio histórico da Unesco desde 1997 e um dos lugares mais visitados da Sicília.

O Vale inclui vestígios de sete templos gregos, sendo que o mais importante e mais bem conservado de todos é o Templo da Concórdia, construído no século V a.C.

O sítio possui duas entradas, e encontrá-las não foi muito fácil, por que infelizmente no local não tem muitas indicações. Mas basta seguir a estrada, chegando na primeira rotatória vire a esquerda, mais pra frente tem a recepção para a entrada da parte baixa, onde o estacionamento é maior e o percurso é mais conveniente, na minha opinião.

O ingresso só para o Vale dos Templos custa 10 euros e o bilhete combinado Vale + Museu, € 13,50.  Vá preparado, pois a bilheteria não aceita cartões de crédito.

 Vistar o parque exige uma certa disposição física, porque o lugar é realmente grande, são 1300 hectares, a serem explorados em uma caminhada de quase um dia. Mas garanto que diante de tanta história a gente nem percebe o tempo passar. Visitar o Vale dos templos é como fazer uma viagem direto ao passado.

O sítio possui duas entradas, e encontrá-las não foi muito fácil, por que infelizmente no local não tem muitas indicações. Mas basta seguir a estrada, chegando na primeira rotatória vire a esquerda, mais pra frente tem a recepção para a entrada pela parte baixa, onde o estacionamento é maior e o percurso é mais conveniente, na minha opinião.

O ingresso só para o Vale dos Templos custa 10 euros e o bilhete combinado Vale + Museu, € 13,50.  Vá preparado, pois a bilheteria não aceita cartões de crédito.

Dicas do Vale dos Templos:  Durante o verão a região da Sicília é muito quente, e como no parque tem pouca sombra, é melhor evitar de caminhar nos horários mais quentes. Vá bem protegido contra o sol para desfrutar melhor esse belíssimo passeio.

Outra coisa: As lanchonetes são bem distantes, e dentro do parque só tem alguns distribuidores automático, que precisa caminhar bastante até encontrar um, então como eu sempre falo- leve a sua garrafinha d'água e o seu lanche.

Dia 9 - A Scala dei Turch de Agrigento


 A Scala dei Turch de Agrigento
Scala dei Turch

Segundo dia em Agrigento, fomos  conhecer a Scala dei Turch (escada dos turcos,) um dos lugares mais incríveis da Sicília e único ao mundo.

O lugar é formado por paredes de argila branca, que esculpidas pelo vento ao longo dos anos, formaram vários degraus, alguns são tão bem feitos que fica até difícil de acreditar que são somente obra da natureza.

O contraste das paredes brancas que se erguem do mar, com o verde da água, formam uma paisagem espetacular. Mas quem se aventura a dar um mergulho precisa ter cuidado, pois o mar tem bastante pedra e costuma ser agitado.

Uma coisa muito divertida que fazem lá é deslizar nas pedras, empurrados pelas fortes ondas. Nós não resistimos e acabamos entrando na brincadeira. Eu saí com um joelho ralado, mas o que seria a vida sem essas aventuras.  😂😂😂😂😂

 A praia onde fica as falésias é muito frequentada e os turistas disputam cada espaço nas pedras para fazerem picnic, enquanto outros esperam até o entardecer para tomarem champagne admirando o por do sol da parte mais alta dos degraus.

Dia 10 – Erice,  meu cantinho preferido da Sicília


Erice - meu cantinho preferido da Sicília
Borgo de Erice ao anoitecer

Para fechar as férias com chave de ouro, fomos visitar Erice, um antigo Borgo Medieval, construído no topo da montanha mais alta de Trapani.

Para chegar até lá tem o bondinho (Funivia em italiano), que normalmente funciona até as 20:00, já no período de férias funciona até 00:00. Outra alternativa é ir de carro.
 Eu particularmente prefiro subir com o bondinho, porque além de ser mais rápido é muito divertido e não precisamos nos preocupar com estacionamento, que dependendo do período é bem difícil de encontrar.

O Borgo é tão pequeno quanto encantador, possui somente 512 abitantes, número que duplica no período de férias. Uma das coisas que mais chamam atenção no lugar são as ruas de pedra originais e ainda intactas. Das coisas que tem para fazer em Erice, essas são indispensáveis: Visitar o milenar Castelo de Venere, caminhar pelas ruas estreitas e se encantar com as casas rústicas com flores na janela, degustar uma Cassatella quentinha sentada no terraço panorâmico da famosa Pasticceria Maria Grammatico, (parada obrigatória para todo turista), admirar a vista privilegiada das ilhas Égadas e outras belezas a perder de vista em volta da Montanha. Enfim, esse é um daqueles lugares que apesar de pequeno nunca falta o que ver e fazer, por isso costumo dizer que ele é o meu cantinho preferido da Sicília. Que não é totalmente verdade, pois meu marido observou que todo lugar que visito pela primeira vez, passa a ser o meu preferido dali em diante.  😂😂😂😂😂

Dica de Erice: Não se deixe enganar com a temperatura de Trapani, pois ela pode passar de 40ºC para 10ºC, em cima da montanha. Leve um casaco bem quentinho, mesmo que esteja morrendo de calor. 

Em Erice termina o nosso diário de viagem na Sicília, uma belíssima experiência de 10 dias entre mar e cultura, que espero sirva de inspiração para você que está pensando em fazer uma viagem para essa região da Itália.


Resumo:
Dia 1 - Passeio de barco nas Ilhas de Favignana e Levanzo
Dia 2 - Trilha a pé na Riserva naturale dello Zingaro
Dia 3 - Relax na Praia de San Vito lo Capo
Dia 4 -  Descobrindo a Baia di Cornino
Dia 5 -  Navegando na ilha de Favignana
Dia 6 - Passeio cultural no Templo e o Teatro grego de Segesta
Dia 7 - Visitando a Duomo di Monreale.
Dia 8 -  O Valli deiTempli de Agrigento 
Dia 9 - A Scala dei Turch de Agrigento
Dia 10 – Erice,  meu cantinho preferido da Sicília.

Para mais detalhes desta e de outras viagens,  veja os vídeos lá no canal do you tube:https://youtu.be/kACk8z0xwfo

Mais fotos da viagem aqui: 


Ni viremu! (Nos vemos por aí) 😃

Até a próxima viagem! 


⏩Ajude o blog a se manter. Cada vez que você faz uma reserva através dos links abaixo, você ajuda o blog a divulgar mais conteúdo gratuitamente. E o mais importante: Você não paga nada a mais por isso!
  
RESERVE AQUI: 

-Se precisar de ajuda para organizar a viagem dos seus sonhos, seja na Itália ou em qualquer lugar do mundo, conte com a profissionalidade dos parceiros do Blog, envie um e-mail para vooporai@hotmail. 

-Encontre seu hotel no melhor site de buscas: Booking https://booki.ng/2nlxJs5

-Compare tarifas para alugar um carro com RentCarshttp://bit.ly/2pFJ9Vo

-Viaje tranquilo, faça um seguro viagens na Real Seguros http://bit.ly/2oNXxw9

Viaje seguro por aí

Seguro viagem geral 336x280

Aluguel de Carro

Ofertas da semana

Booking.com

Curso interativo de Italiano

Curso interativo de Italiano
Conheça! e-books idioma fácil os únicos e-books interativos do mercado com vocabulário de 400 a 800 palavras, mais verbos, expressões, exercícios orais e de escrita adicionais.
Subir